quinta-feira, março 27, 2008

Tudo por Minha Filha

Assisti um filme com Sally Field cujo o título é Nunca Sem Minha Filha, de 1991. Quase morro de aflição e angústia com aquela mãe querendo tirar sua filha do Irã, onde mulher vale menos que qualquer outra coisa. A mãe americana e o pai iraniano. Imaginem o drama. Deus me livrou de uma situação dessa natureza e dou graças.

Como este é meu blog e em blog a gente escreve o que quer. Venho dizer o contrário do título do filme acima. O meu roteiro sentimental tem o título de Tudo por Minha Filha, pois não faltará nunca a ela meu amor, minha cumplicidade, minha orientação, minha solidariedade, minha admiração e meu apoio em qualquer decisão.

Eu amo você, filhota e se escrevi e publiquei textos para outros amores, por que não me declarar ao maior de todos: você!

2 comentários:

AnadoCastelo disse...

Oi querida,
Eu lembro-me bem deste filme. É angustiante tiraram-nos nossa filha ainda por cima num país estrangeiro e sem apoio de ninguém. É dose. Nem quero pensar acho que até fico com os cabelos em pé.
Beijinhos

Evelyne Furtado disse...

Beijinhos, Ana!
É horrível mesmo!