quinta-feira, outubro 18, 2007

Quotidiano.


Passa um jogo na TV
As ruas silenciam
A menina já foi dormir
Ainda há mulheres à espera
Hoje dirigi como uma louca

Infringi a lei. Mas o celular insistia
E tinha uma reunião de trabalho
A mulher leu algo bonito
Acho que tem um amigo
O trânsito estava terrível
Mas deu para ir e voltar
Parada na livraria:
Perco-me e acho-me
Entre livros e autores
Lembro de gente que gosto
Gostaria de presentear com livros
Escolho o meu entre um café e outro.
Sucesso na reunião ao fim da tarde.
Tomara que dê certo!
Escrevo e tenho preguiça de mudar o canal da tv.
Começa o segundo tempo.
Vivi um bom dia
Sorvi gotas de esperança.
Mas uma lágrima insiste
Em acariciar o meu rosto.
Eu tenho um amigo.
Trago saudade e certa liberdade.
E Deus está comigo.

Evelyne Furtado

3 comentários:

Roberto Passos do Amaral Pereira disse...

Li no Recanto, mas é sempre por reler. Seu poema ficou lindo! Parabéns!

Evelyne Furtado disse...

Oi, Roberto!
Duplamente grata, então. Você é sempre bem-vindo.
Abraços.

André L. Soares disse...

Evelyne Furtado

Bom dia!

Venho agradecer a você, por ter escolhido meu blog – Gritos Verticais –, para participar do ‘meme’. Abaixo apresento a você, o trecho do livro, conforme especificado no ‘meme’. O livro se intitula ‘Cobras e Lagartos’, de Josmar Josino. O trecho selecionado dizia:

“Além disso, tanto a proprietária como o frentista do posto de combustível disseram à Polícia Civil que, depois dos tiros, os PMs levaram a fita de vídeo do circuito de TV do estabelecimento”.

A lista, contendo meus 5 indicados para que dêem continuidade à brincadeira, você pode conferir no endereço abaixo (livre de vírus):

http://poemasdeandreluis.blogspot.com/2007/06/rebelde.html

Grato por sua atenção e generosidade para comigo. Desejo a você sucesso, saúde e sorte,... sempre! Grande abraço!


André L. Soares.
.
.
.