domingo, agosto 05, 2007

Sem Malícia.

Em sonho danço.
Vou e volto
Em um balanço
Não sinto os pés,
Que delícia!
Alço vôo,
Sem malícia.
Apenas leveza, prazer, alegria,
Que os meus sentidos acaricia.

4 comentários:

Roberto Passos do Amaral Pereira disse...

Aprecio demais seus versos.

Evelyne Furtado disse...

Grata, Roberto. Fico feliz!

André L. Soares disse...

Bom dia! Eu tinha lido somente o 'perfil de mulher'. Hoje resolvi conhecer esse seu outro blog. Igualmente maravilhoso, senão ainda melhor. 'Alçar vôo sem malícia'. Isso é ser feliz. Vou linkar também este espaço aqui ao meu. Grande abraço, Poetisa!

Evelyne Furtado disse...

Oi, André!
Estou adorando suas descobertas! Obrigada e volte sempre. Vou te visitar também.
Abraços.