quinta-feira, setembro 13, 2007

CANTILENA.


Após o grito,
o alento.
A paz sucede
o tormento
Antes veloz,
hoje lento
Mas sem desistir
eu tento
No meu salário
um aumento
Que me traga
o alimento
Para manter alerta
o pensamento
E plácido
o sentimento.

Tiê - Veca Furtado

2 comentários:

cm disse...

ritmo e musicalidade levando olhares pelas paisagens da vida

Evelyne Furtado disse...

foi essa a intenção, CM. Obrigada e um abraço.