sábado, abril 21, 2007


Quero palavras liberar,

Num falar suave,

Como pássaro a gorjear.


Que (em mim) não achem fronteira.

Que corram como chuva em ladeira,

E força de cachoeira.


Evelyne Furtado.

2 comentários:

Halem Souza (Quelemém) disse...

"Falar suave"/"força de cachoeira". Belo efeito de contradição. Um abraço.

Evelyne Furtado disse...

Halem, que bom que você percebeu! Sou boa em contradicões,rs.
Abraço e obrigada.